Renda extra na pandemia
  • Como ganhar dinheiro extra com o carro próprio na pandemia

    • Autor Caio César Spillere
      Caio César Spillere
      • Publicado em
        9/7/2020
      • Atualizado em
  • Mais do que mera instabilidade passageira, a pandemia da Covid-19 tem promovido uma verdadeira transformação cultural e social. Entre os principais impactos percebidos hoje, talvez o mais imediato seja o econômico: as famílias estão perdendo o poder de compra no Brasil. Segundo pesquisa do Instituto Locomotiva, em abril de 2020 metade dos brasileiros já estava com a renda afetada pela pandemia. Na busca de alternativas para superar a crise, milhares de pessoas estão repensando o uso do carro próprio como forma de gerar uma renda extra para o mês, graças ao conceito de carsharing.

    Os chamados carros compartilhados (populares na Europa e nos Estados Unidos), que já se apresentavam como tendência nas principais metrópoles sul-americanas, são vistos como alternativa para transformar o que era custo em uma fonte de renda. Afinal, mesmo estacionado na garagem o automóvel traz uma série de despesas para o proprietário. Com os aplicativos de carsharing é possível otimizar a eficiência do veículo, disponibilizando-o para que outra pessoa o alugue nos períodos em que o carro não seria utilizado.

    Em momentos de crise na economia, onde flexibilizar é palavra-chave, a sociedade passa por diversas mudanças de hábitos - e repensar o uso do carro como transporte individual, um tema que há alguns anos já vem ganhando espaço nas cidades, mostra-se agora como pauta urgente. Aos poucos, a pandemia do novo coronavírus traça seus caminhos para o que vem sendo chamado de "novo normal", e alguns modelos específicos de carsharing parecem se enquadrar perfeitamente nessa lógica de mundo.

    Como ganhar dinheiro com o carro próprio

    Os aplicativos de carsharing apresentam uma boa proposta para todos os envolvidos. Além de excelente negócio para o bolso do proprietário do automóvel, o locatário dispõe de todas as comodidades do transporte individual por um preço justo.

    Dentre os diversos modelos de negócio envolvendo os carros compartilhados, destaca-se o "peer-to-peer (P2P) station based". Com ele, uma pessoa pode alugar o seu automóvel para outra, que fica com o compromisso de devolver o veículo no mesmo local que retirou. Portanto, o proprietário tem a liberdade de aceitar somente os empréstimos que lhe forem convenientes, ganhando dinheiro nos períodos em que realmente ele não estaria utilizando o carro.

    Respeito aos protocolos de distanciamento social

    Evitar aglomerações é uma prática que precisa se integrar na cultura da sociedade, tal qual prezar pela higiene dos ambientes, das roupas e, especialmente, das mãos. Aos que têm essa possibilidade financeira, trocar o transporte coletivo por alugar um carro é também um investimento na prevenção e no combate a disseminação da Covid-19.

    O automóvel é uma opção mais personalizada, na qual, em linhas gerais, só irão dividir o espaço pessoas de mesma família. Além disso, as empresas de carsharing adotaram um rigoroso protocolo, com uma série de dicas aos locadores e locatários para garantir a plena higienização dos veículos antes e depois de cada aluguel.

    Impacto do novo coronavírus no mercado de carsharing

    Outro aspecto da pandemia do novo coronavírus chama a atenção para o crescimento dos carros compartilhados: os constantes avanços e recuos quanto à flexibilização da quarentena. Conforme variam as determinações das autoridades e dos órgãos responsáveis, diferentes parcelas da população saem ou não de casa - e, de todo modo, há sempre a necessidade de cumprir atividades essenciais, como ir ao supermercado.

    Nessa lógica, milhares de carros começaram a ser subutilizados, passando longos períodos na garagem de casa ou parados ocupando a via pública. O aluguel de veículos neste momento de pandemia amplia a renda dos proprietários, ao mesmo passo que oferece uma opção de transporte mais segura para quem precisa estar na rua.

    As garantias para a segurança do negócio

    A lisura do negócio certamente é uma das principais preocupações em torno da ideia de alugar o carro próprio para uma pessoa desconhecida. Afinal, o automóvel é um dos bens mais valorizados pelos brasileiros - especialmente para as gerações mais antigas, o investimento em um veículo continua entre as principais intenções de compra. Em dezembro de 2019 - quando mal sabíamos o que vinha pela frente com a Covid-19 -, um levantamento da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) chegou a indicar que 88% dos entrevistados tinham a pretensão de trocar de carro por um novo ou usado em 2020.

    As empresas de carsharing têm plena consciência da intensidade da relação das pessoas com os seus carros. Quando utilizado um aplicativo do segmento, esse processo de aluguel do veículo conta com uma série de garantias para locador e locatário. Por exemplo, a startup brasileira OmniCar - que atua com o modelo "peer-to-peer station based" -, além de requerer algumas comprovações no momento do cadastro do usuário, com verificação nas esferas civil e criminal e análise de crédito, possui ampla parceria com a Liberty Seguros - em casos de acidente, roubo, falha mecânica, dentre outros inconvenientes que todos estão sujeitos a enfrentar dirigindo nas ruas da cidade.

    Com o avanço da tecnologia e dos conceitos de sustentabilidade na mobilidade urbana, o carsharing tornou-se uma realidade segura para a América do Sul, tal qual é praticado em outros continentes ao redor do mundo. Com o apoio de empresas referência do segmento, alugar o carro próprio é uma opção segura, além de inteligente para as finanças pessoais.

Relacionados

No items found.

Fique por dentro do mundo
do Carsharing

Receba e-mails sobre nossos conteúdos, novidades e promoções exclusivas.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela OmniCar.